Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




LETRAMENTO DIGITAL -“A forma de a educação preparar as pessoas para o mundo tecnológico é fazer do aluno um sujeito reflexivo, que domina a técnica, que tem cultura geral e visão crítica para utilizar a tecnologia com sabedoria”.Sampaio e Leite,1999.
 


 

Texto Reflexivo

 

                       


O curso nos proporcionou trocas de experiências, integração e intervenções com os alunos em sala de aula. Sobre as produções de texto, o aprofundamento e as trocas de informações nos possibilitaram uma atualização sobre as práticas de leitura e escrita, e a tecnologia é uma ferramenta valiosa no nosso dia a dia. Esta atrelada a vida cotidiana tanto pessoal quanto profissional. Através desse curso obtive respostas concretas e praticas; que puderam me auxiliar de alguma forma nas atividades, projetos e nas aulas desenvolvidas junto aos meus alunos. Motivar, no aluno, a criticidade, a autonomia e o gosto pela leitura. Estratégias essas que visam a tornar esse aluno um leitor proficiente e capaz de interagir com o texto e posicionar se frente a ele rumo à busca de significados, que começa na sala de aula e continua concretamente fora dela.

Este curso promoveu a comunicação, troca de informações e pesquisas entre os participantes.

Não tive dificuldades em lidar com as ferramentas apresentadas no ambiente virtual.

              

 

Rosângela das Dores Rocha



Escrito por Professores da EFAP às 00h35
[] [envie esta mensagem
] []





ASSASSINATO CHOCA MORADORES DA FAVELA NAVAL.

 

Polícia trabalha com a hipótese de crime passional.

 

Um homem de aproximadamente 40 anos foi executado com três tiros na cabeça em frente a uma residência, situada na Av. Beira Alta, em Diadema, Grande São Paulo. O Sr. José da Silva Leite, dono da residência, informou que era quase 3h:00 quando escutou uma discussão entre um homem e uma mulher e em seguida ouviu o barulho de uma moto seguida de três disparos de arma de fogo. Ele procurou esconder-se e telefonou para a polícia. Assim que a polícia chegou, deparou-se com o cadáver. Segundo informações inicias da Polícia Militar, o homem chegou ao Bar "Nordestino, Sim Senhor" situado próximo a residência com uma mulher e começaram a beber. Depois de algum tempo, os dois discutiram e a mulher foi embora, deixando-o sozinho. Duas horas depois, ele pagou a conta e saiu andando pela calçada. Em frente a residência, ele encontrou novamente com a mulher e os dois começaram a discutir. Um motoqueiro estacionou a moto em frente a casa e dsiparou os tiros. Logo em seguida saiu em disparada. Testemunhas contaram a polícia que a mulher que estava com ele é casada e moradora local e sempre aparecia com ele aos finais de semana no bar para beber.

Diligências foram feitas no sentido de localizar a mulher mas, ao que consta, ela evadiu-se do local com o marido e os filhos.

 CATARINA FARIA MENDES MACIEL



Escrito por Professores da EFAP às 13h32
[] [envie esta mensagem
] []





 

CARRO DOS ANOS 60 É REVOLUCIONADO TECNOLOGICAMENTE

 A empresa Future juntamente  com a Macrosoft  se uniram para criar um veículo usando a  “carcaça” de um Mustang dos anos 60 ,adaptado com tecnologias do ano de 2012.

Esse carro contará  com sensores na parte frontal do veículo, que detectaram a presença de pedestres ou objetos e transmitirá para o celular do motorista o que está passando por perto do carro e mais interessante que  na parte interna o veículo contará com dois tablets que rodam o Windows 8 como computador de bordo.Para localizar, trancar, destrancar e até ligar o veículo, o motorista pode usar um aplicativo do Windows Phone.

Um carro desenvolvido para pessoas luxuosas e que desejam praticidade para o seu dia a dia.

 ANDERSON W. CHAGAS

 



Escrito por Professores da EFAP às 13h30
[] [envie esta mensagem
] []





Mistério em condomínio fechado

   Nossa sociedade hoje em dia vive uma triste realidade. A falta de segurança que muitas vezes foi associada a falta de valores em uma sociedade consumista e imediatista,corrompendo relacionamentos familiares e sociais.
   O poder público juntamente com a família se tornaram reféns da violência e da falta de respeito.
   Hoje, quarta-feira,24 de abril,  um acontecimento chamou atenção dos moradores de uns dos bairros mais conhecido de São Paulo deixando-os apreensivos e com sentimento de impotência.
   No bairro Jardins, que abriga uma população considerada de um poder aquisitivo cosiderado de classe A, em um condomínio fechado, com vários equipamentos de segurança e guardas armados.
   Uma moradora , Adelaíde de Carvalho,55 anos,aposentada, ao abrir a porta para sua rotineira caminhada, encontrou um rapaz desacordado em sua porta. Ao chamar ajuda, verificou  que o rapaz estava sobre uma poça de sangue e que o memso já estava sem vida.
   A situação permanece sem esclarecimento  e os moradores querem explicações dos responsáveis pela segurança do condomínio, pois a sensação de insegurança foi instaurada.
 ISABELA MANOEL



Escrito por Professores da EFAP às 13h29
[] [envie esta mensagem
] []





Video no youtube sobre novas tecnologias em sala de aula

Cólegas, encontrei este video muito interessante e informativo no youtube, que pode ser aproveitado por todos.

Abraços, Rosangela.

 

 



Escrito por Professores da EFAP às 12h51
[] [envie esta mensagem
] []





Social Friends Network Globe

 Era do Letramento Digital


Como a sociedade muda, as práticas  necessitam também negociar as complexidades da vida que também mudam. Nos meados de 1900, uma pessoa que tivesse adquirido simples habilidades de leitura, escrita e cálculo era considerada letrada. Somente em anos mais recentes é que o sistema público de educação estimou que todos os estudantes utilizassem naquelas habilidades básicas uma maior variedade de letramentos  (International ICT Literacy Panel, 2002).  

Para se  obter sucesso no século 21, alunos  também precisam  ter  proficiência na ciência, tecnologia, e cultura, assim como adquirir uma maior  compreensão de informação  de todas as suas formas.A Era do Letramento Digital inclui o seguinte:

                          Letramento Básico: Proficiência em Linguagem (em inglês) e numeração   nos padrões básicos para desempenho no trabalho e sociedade para alcançar os seus objetivos e desenvolver o seu conhecimento e potencial nesta Era Digital.


                                -  Letramento Cientifico: Conhecimento e compreensão dos conceitos científicos e processos  requeridos  para se fazer uma decisão pessoal, participação em relações cívicas e culturais, e produtividade econômica.

- Letramento Econômico: A habilidade de identificar problemas econômicos, alternativas, custos, e benefícios: analisar os incentivos no trabalho em situações econômicas; examinar as conseqüências  de  mudanças em  condições econômicas;  políticas públicas, coletar e organizar evidências econômicas, pesar  os custos e benefícios.

- Letramento Tecnológico: Conhecimento sobre como é a tecnologia, como funciona, a que propósito serve, e como ela pode ser usada efetivamente para alcançar com sucesso objetivos específicos.

-Letramento Visual: A habilidade de interpretar, usar, apreciar, e criar imagens e vídeo usando formas  de mídia convencionais e do século 21 que acelerem o pensamento, o poder de decisão, comunicação, e aprendizado. 

- Letramento de Informação: A habilidade para avaliar  informação  por meio de uma série de mídias; reconhecer quando a informação é necessária; localizar, sintetizar, e usar informação eficazmente e  realizar estas funções usando tecnologia, redes de comunicação, e recursos eletrônicos.

- Letramento Multicultural: A habilidade para compreender e apreciar as similaridades e diferenças nos costumes, valores, e crenças de sua própria cultura e de outros.

- Consciência Global: O reconhecimento e compreensão de inter-relacionamentos entre organizações internacionais, estados-nação, entidades privadas e públicas, grupos  sócio-culturais e os indivíduos no mundo todo.

 (texto retirado da Internet)


ROSÂNGELA DAS DORES ROCHA.



Escrito por Professores da EFAP às 00h01
[] [envie esta mensagem
] []





A utilização do texto instrucional na aula de Geometria 

Aconteceu na Escola Estadual Elza Peçanha de Godoy, em  Piracaia, no interior de São Paulo, na aula de geometria do professor Anderson,uma atividade em grupo de construção do Tangram.

Após a atividade,os alunos realizaram a criação de textos instrucionais de todo processo de construção.

Quando os alunos realizam a construção de um texto instrucional,eles aprendem a desenvolver a sequência lógica, observando a escrita das palavras e ampliam a capacidade de leitura e apreensão do significado dos mais variados textos,disse o professor.

 




Escrito por Professores da EFAP às 12h23
[] [envie esta mensagem
] []





Letramento é o estado ou a condição que adquire um grupo social ou um indivíduo como conseqüência de ter-se apropriado da escrita. É usar a leitura e a escrita para seguir instruções (receitas, bula de remédio, manuais de jogo), apoiar à memória (lista), comunicar-se (recado, bilhete, telegrama), divertir e emocionar-se (conto, fábula, lenda), informar (notícia), orientar-se no mundo (o Atlas) e nas ruas (os sinais de trânsito). 

Fonte : www.google.com



Escrito por Professores da EFAP às 11h57
[] [envie esta mensagem
] []





 

"Cadáver em Alphaville Reacende Discussão Sobre Violência"

 Tem se falado muito nos aspectos ligados à escalada da violência em nossa sociedade. Discute-se muito em todos os setores ligados a área de segurança pública quais são os verdadeiros motivadores de tal flagelo. Será que os cidadãos brasileiros são violentos por natureza e a impunidade é lugar comum em nosso país?

Para ilustrar nosso desassossego, ontem, em Alphaville, na rua Paris, nº 1324, ocorreu um fato inusitado e ao mesmo tempo, comprobatório desta inexplicável grau de barbárie, que nossa civilização altamente desenvolvida atingiu.

O empresário George Hamilton, ao sair de sua residência para mais uma árdua jornada de trabalho em seu confortável escritório climatizado, com seu luxuoso Citroen C4 Solaris, atropelou, na porta da garagem um indivíduo, levando-o a óbito, embora o mesmo já se encontrasse em estado cadavérico.

Acionada a polícia, constatou-se que tal fato tem ocorrido com frequência em bairros "diferenciados".

Pressupõe-se que o país esteja mudando, resultado do momento histórico e econômico, que vivemos. No entanto, a segurança e a lei começam a serem revistas, quando a elite tropeça em cadáveres, embrulhando-se o estômago próprio para a degustação de "Don Perignon".

 Rosângela das Dores Rocha

 



Escrito por Professores da EFAP às 11h06
[] [envie esta mensagem
] []





Motivos básicos para a valorização da leitura: Informação, conhecimento e prazer.

Para formar o cidadão leitor é preciso:

1- garantir que diferentes tipos de textos circulem nos espaços escolares;

2-explorar adequadamente todas as tecnologias, levando o aluno a usá-las nas diversas situações de comunicação;

3-contribuir tanto para seu crescimento como para seu crescimento cultural, econômico e social de seu país.

A escola pode e deve contribuir para essa formação. Os professores devem se tornar aprendizes de seus afazeres e mostrarem aos alunos o quanto é fundamental a leitura para a vida numa sociedade que está em constante transformação. Os gestores precisam incentivar a construção de práticas docentes que busquem eliminar os alunos "ledores" e formar alunos "leitores". A tecnologia tem importante papel nessa tarefa.



Escrito por Professores da EFAP às 21h26
[] [envie esta mensagem
] []





Está precisando de conteúdos digitais para a sua disciplina ? 

Acesse :http://rived.mec.gov.br

Espero ter ajudado...

Até Logo.



Escrito por Professores da EFAP às 20h14
[] [envie esta mensagem
] []





Nove dicas para usar bem a tecnologia


O INÍCIO  Se você quer utilizar a tecnologia em sala, comece investigando o potencial das ferramentas digitais. Uma boa estratégia é apoiar-se nas experiências bem-sucedidas de colegas.

O CURRÍCULO  No planejamento anual, avalie quais conteúdos são mais bem abordados com a tecnologia e quais novas aprendizagens, necessárias ao mundo de hoje, podem ser inseridas.

O FUNDAMENTAL  Familiarize-se com o básico do computador e da internet. Conhecer processadores de texto, correio eletrônico e mecanismo de busca faz parte do cardápio mínimo.

O ESPECÍFICO  Antes de iniciar a atividade em sala, certifique-se de que você compreende as funções elementares dos aparelhos e aplicativos que pretende usar na aula.

A AMPLIAÇÃO  Para avançar no uso pedagógico das TICs, cursos como os oferecidos pelo Proinfo (programa de inclusão digital do MEC) são boas opções. 

O AUTODIDATISMO  A internet também ajuda na aquisição de conhecimentos técnicos. Procure os tutoriais, textos que explicam passo a passo o funcionamento de programas e recursos. 

A RESPONSABILIDADE
  Ajude a turma a refletir sobre o conteúdo de blogs e fotologs. Debata qual o nível de exposição adequado, lembrando que cada um é responsável por aquilo que publica.

A SEGURANÇA  Discutir precauções no uso da internet é essencial, sobretudo na comunicação online. Leve para a classe textos que orientem a turma para uma navegação segura.

A PARCERIA  Em caso de dúvidas sobre a tecnologia, vale recorrer aos próprios alunos. A parceria não é sinal de fraqueza: dominando o saber em sua área, você seguirá respeitado pela turma. 

Fontes: Adriano Canabarro Teixeira, especialista de Educação e tecnologia da UFRGS, Maria de Los Dolores Jimenez Peña, professora de Novas Tecnologias Aplicadas à Educação Da Universidade Mackenzie, e Roberta Bento, diretora da Planeta Educação.



Escrito por Professores da EFAP às 20h08
[] [envie esta mensagem
] []





 

Dica de Professor: internet e tecnologia aguçam curiosidade de alunos

 

Em Indaiatuba, professor de Quimíca criou um blog para aproximar estudantes da matéria. A iniciativa rendeu 12 mil acessos à página do docente

Será que a tecnologia pode ajudar no aprendizado dos alunos? De acordo com o educador Átila Soares, ajuda sim. O professor de Química, que leciona na Escola Estadual Professora Helena de Campos Camargo, em Indaiatuba, utiliza um blog, criado em 2011, para despertar o interesse dos alunos pela disciplina.

“Os estudantes têm uma habilidade enorme com o ambiente virtual, uma facilidade em participar de redes sociais, visitar sites. Então, decidi aproveitar essa desenvoltura para ensinar a minha disciplina”, conta o educador. O sucesso da iniciativa pode ser medida pelo número de acessos da página mantida por Átila. Criada para os cerca de dois mil alunos da escola na qual dá aulas, a página já passa a marca de 12 mil visitantes únicos, em apenas um ano de existência.

O professor acredita que o grande trunfo de ferramentas como o blog são as possibilidades que elas oferecem. “No blog podemos passar exercícios mais lúdicos, que dificilmente poderiam ser aplicados em uma sala de aula. Lá, eles têm acesso a recursos multimídia e outros artifícios que ajudam na compreensão da matéria”, afirma.

A inserção de novas tecnologias é uma iniciativa apoiada pelo Centro de Estudos e Tecnologias Educacionais da Secretaria da Educação. De acordo com o diretor do órgão, Wolgram Marialva, a tecnologia já é uma linguagem que permeia a vida dos alunos e, por esse motivo, a escola deve utilizá-la. “Trata-se de uma maneira do professor ampliar seu contato com o aluno para fora do horário de aula”, explica. “A Secretaria realiza um trabalho constante de formação para orientar os professores sobre como utilizar a tecnologia”, comenta.

Uma dica de Átila para aqueles que querem incorporar o mundo virtual às salas de aula é procurar sites relacionados à matéria e sugeri-los aos alunos. “Não é preciso que o professor crie um blog ou um perfil em rede social. A simples indicação, pelo professor, de referências virtuais de sua disciplina já é capaz de despertar a vontade de aprender nos estudantes”, garante.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.

 

 



Escrito por Professores da EFAP às 20h03
[] [envie esta mensagem
] []





Vejam que interessante o uso do design gráfico incorporado à poesia como no poema 

Roda Viva 




Escrito por Professores da EFAP às 00h49
[] [envie esta mensagem
] []





Pessoal, pesquisa realizada informalmente com os  meus alunos  a respeito dos livros que já  leram, o resultado foi interessante:

25%  dos alunos  leram "As Crônicas de Nárnia".

Agora supreendente foi que mais de 50 % dos alunos já  leram "A Menina que roubava livros".

Vamos relembrar um pouco desse livro ...

Sinopse - A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak

Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a Morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em "A Menina que Roubava Livros", livro há mais de um ano na lista dos mais vendidos do "The New York Times". Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade desenxabida próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido da sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona de casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, "O Manual do Coveiro". Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro de vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes.E foram estes livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto a sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar. Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal. Mas só quem está ao seu lado sempre e testemunha a dor e a poesia da época em que Liesel Meminger teve sua vida salva diariamente pelas palavras, é a nossa narradora. Um dia todos irão conhecê-la. Mas ter a sua história contada por ela é para poucos. Tem que valer a pena.


Até +



Escrito por Professores da EFAP às 00h26
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]